Pão e Cerveja

Goiaba, pitanga, figo em calda. Cervejarias pequenas e notáveis colocam Minas Gerais na garrafa

Seu Tomé traz figos para sua Tripel

Cerveja Tripel com doce de figo é a tradução de sabor mineiro

Gose com goiaba e pitanga e Tripel com doce de figo são as cervejas que quero destacar, bem como recomendar, hoje por aqui.

Produzidas por duas minúsculas cervejarias, Gosling e Seu Tomé ( esta é cigana, nem fábrica própria tem), as duas cervejas me impressionaram bastante esta semana, tornando meu fim de semana muito feliz!

A Gose com goiaba e pitanga

Coreto é a Gose com goiaba e pitanga, um dos primeiros rótulos produzidos pela cervejaria
Os rótulos da Gosling homenageiam monumentos de Belo Horizonte/ Foto: Fabiana Arreguy

A gose com goiaba e pitanga da Gosling eu já conhecia, porque sempre foi a minha pedida em chope no Mr.Hoppy da Praça Tiradentes, em Belo Horizonte.

Aliás, me lembro bem do cervejeiro Bernardo Gosling , desde os tempos de cervejeiro caseiro associado à Acerva MG, quando já trabalhava bem com essas frutas, tendo conquistado prêmios nos concursos da associação. Isso ha 8 anos pelo menos.

O azedinho equilibrado, com o leve salgado característico do estilo, mais o gostinho das frutas são um convite ao próximo gole. A boa notícia é que essa cerveja está sendo envasada e pode ser tomada em casa!

Uma das traduções da cultura gastronômica mineira, a gose com goiaba e pitanga combina demais com o nosso paladar, trazendo um gosto de infância sem igual. Para completar, o rótulo foi batizado de Coreto, lembrando um dos monumentos mais queridos da capital mineira, encravado na Praça da Liberdade.

A Tripel com doce de figo

A Tripel com Figos da Seu Tomé consegue reproduzir exatamente as compotas da fruta verde tão comuns em MG
Seu Tomé é uma cervejaria cigana e tem utilizado frutas bem típicas da gastronomia mineira

O meu outro destaque em cerveja é a Tripel com doce de figos da Cervejaria Seu Tomé, também de Belo Horizonte. Parece que foi uma cerveja feita sob medida pra mim! ( veja aqui o vídeo que fiz sobre ela)

O estilo escolhido pelo cervejeiro Jonas Ferraz não podia ser mais assertivo para receber o doce da fruta. Secura e picância do estilo abraçam e equilibram o ingrediente, que se ressalta logo no aroma e permanece na boca após engolirmos a cerveja.

O segredo, segundo o cervejeiro, foi utilizar não propriamente o figo, mas sim suas folhas, muito mais aromáticas que a própria fruta. O resultado é de fato impressionante.

As duas cervejas, Gose com goiaba e pitanga e Tripel com doce de figos, só me trazem a certeza do valor e do talento das cervejarias independentes mineiras. Mesmo de pequeno porte, elas são notáveis e merecem todos os holofotes sobre o trabalho que desempenham.

Cervejas com frutas já foram assunto por aqui. Relembre!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários