Pão e Cerveja

As cervejas diferentonas que marcaram meu 2021

O ineditismo de alguns ingredientes e suas combinações nas cervejas me fizeram escolher as cinco listadas.

Cerveja diferentona com tomate

Cervejas diferentonas, com algo inusitado mesmo, têm sido cada vez mais raras em minha opinião.

Afinal, a criatividade do brasileiro é tanta que fica difícil fazer cervejas diferentes do que já foi lançado nos últimos anos.

Ainda assim, sempre aparece alguma combinação nunca antes testada. Ou o uso de algum ingrediente incomum na bebida.

Ou a reedição de um estilo pouco difundido. Ou a adoção de uma nova técnica que alcança resultados inesperados.

Fazendo um balanço do que experimentei, ou soube do lançamento sem conseguir experimentar, em 2021 cheguei à seguinte lista

As 5 cervejas diferentonas que tomei em 2021

TrololoInOut, a cerveja diferentona azul colaborativa entre Brain Beer e Etanoiss
Foto retirada do Instagram@brainbeer
  1. TrololóInOut – Colab Brain Beer e Etanóiss: eu falei dela por aqui de tão inusitada.

Pelo uso da alga spirulina, a New England ficou com a coloração azul.

Sabores de três lúpulos super presentes, consistência suculenta e o nó em nosso cérebro pela cor inesperada

Cervejas diferentonas com cenoura e com nome de bronzeador! Uma super sacada da 3 Orelhas
Foto retirada do Instagram@cervejaria3orelhas

2. Cenoura & Bronze – Cervejaria Três Orelhas: amo cenoura! Mas em cerveja nunca tinha visto e nem provado

Qual não foi minha surpresa com essa Session IPA da cervejaria mineira da cidade de Gonçalves.

A cerveja tem a coloração alaranjada e o sabor do suco de cenoura bem encaixado ao perfil dos lúpulos.

Uma experiência pra lá de inusitada! Acho que foi a cerveja mais diferentona que tomei neste ano que termina.

Cervejas diferentonas com tomate. Pode ser a tradução do drink blood Mary em forma de cerveja
Foto retirada do Instagram @zalazbrasil

3. Primavera – Cervejaria Zalaz : já que entramos no terreno das raízes e leguminosas, esta Gose da cervejaria de Paraisópolis, no sul de Minas, traz tomates silvestres na composição.

O fruto não aparece sozinho na cerveja, que tem tambem pitanga.

Azedo e salgado se misturam nessa deliciosa cerveja refrescante e fácil de beber.

Cerveja com manga e sal. E não é qualquer manga, não. É a mineiríssima Ubá
Foto retirada do Instagram@casaorc

4. Melodrama – Colab Falke Beer e Casa Orc : Da série Brasilidades, essa foi a terceira cerveja lançada pelas duas cervejarias em 2021.

Outra Gose, estilo alemão que eu simplesmente adoro, que trazia manga Ubá e sal na composição.

Quer coisa mais mineira do que chupar manguinha ubá jogando um pouquinho de sal a cada mordida?

Essa cerveja foi a tradução dos sabores de infância que habitam minha memória.

RIS com anis e pimenta e cafe´. Parece demais? Pois foi uma das melhores RIS que tomei nos últimos tempos!
Foto retirada do Instagram @2cabeças

5. Imperial Stout Linha Finito – Colab Invicta e 2 Cabeças : Talvez esta tenha sido a melhor RIS que tomei nos últimos tempos, não somente em 2021.

Simplesmente maravilhosa, é uma RIS com café, anis, pimenta e maturada em carvalho.

Quando vi a descrição de tudo isso no rótulo, desconfiei. Achei que seria uma mistureba sem sentido.

Estava redondamente enganada!

A composição de todos esses ingredientes ficou excepcional.

Uma cerveja daquelas que lamentamos ter apenas uma garrafa, sem direito a repetição.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments