Pão e Cerveja

Em tempos de Coronavírus devemos pensar em Pão ou Cerveja?

Em tempos de incerteza causados pelo coronavírus, o que devemos desejar como Humanidade?

Pão e Cerveja é que devemos desejar neste momento?

Saúde e Prosperidade são o significado da expressão Pão e Cerveja.

Pão e Cerveja ( saúde e prosperidade) é a expressão suméria com a qual se cumprimentavam as pessoas. Era uma saudação, tal qual ” paz e bem” dita por São Francisco de Assis e perpetuada por franciscanos.

Fico pensando que nestes tempos incertos, nos quais um vírus nos tira a possibilidade de socialização, compromete a saúde da Humanidade e emperra a Economia mundial, desejar Pão e Cerveja a alguém é colocar a esperança em primeiro lugar.

Pão e Cerveja é querer preservar dois bens antagônicos, pelos quais brigam os políticos brasileiros como capital para as eleições deste ano. Para uns o Pão é o mais importante. Para outros, a cerveja é prioridade.

E para nós? O que nos importa como pessoas? Ganhar dinheiro para comprar o pão de cada dia, ainda que não tenhamos saúde para conquistá-lo? Ou ter a saúde preservada para, quando tudo isso passar, reconstruir a renda necessária ao nosso sustento?

Se a cerveja, na Mesopotâmia, Suméria, Babilônia, Egito, representava o maior bem de troca, o valor a ser amealhado, sendo por isso a melhor representação de riqueza, para o mundo atual, em tempos de coronavírus, cerveja é o supérfluo, o que pode faltar em casa sem comprometimento.

Já o pão, o alimento que preservava a vida nas civilizações antigas, continua sendo a representação da saúde na atualidade. É garantindo a presença dele que poderemos resgatar o valor da cerveja.

Pão e Cerveja representam neste momento os dois bens entre os quais precisamos escolher.
Queremos Pão ( saúde) ou Cerveja ( Prosperidade)? Os dois juntos,neste momento, são impossíveis

O segmento cervejeiro mundial agoniza, assim como tantos outros setores econômicos. Na República Tcheca, cervejarias pedem contribuição dos cidadãos para manterem-se abertas. Nos Estados Unidos a projeção da Brewers Association é que centenas de cervejarias fechem as portas em 3 meses.

No Brasil, as cervejarias pararam suas produções e estão apenas envasando os produtos que já estavam nos tanques para não perdê-los. Os serviços de delivery funcionam a pleno vapor, mas não representam nem 5% dos canais de venda das cervejarias.

São tempos muito difíceis o que estamos vivendo ao ter de escolher entre opções de morte, seja física ou financeira.

O que sabemos é que cerveja acompanhou as piores crises da Humanidade. Mesmo assim aqui está ela, presente em todas as sociedades atuais. Talvez seja, mais uma vez, o momento de ser repensada, tal qual o mundo. Ninguém, nem ela, sairá deste momento da mesma forma que entrou.

O que nos resta é refletir : Pão ou Cerveja – Qual é nossa opção neste momento?

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.