Pão e Cerveja

Companhia Brasileira da Cerveja ganha mais uma marca associada

A Companhia Brasileira da Cerveja, CBCA, pode ser em um futuro breve a maior cooperativa cervejeira da América Latina.

CBCA fica mais forte com a entrada da Seasons

Wooden board empty table top on of blurred background. Perspective brown wood table over blur in coffee shop background - can be used mock up for montage products display or design key visual layout.

Companhia Brasileira da Cerveja fica mais forte com a entrada da Cervejaria Seasons, de Porto Alegre, que passa a ser a terceira marca da CBCA.

Fundada em 2019 através da fusão das cervejarias Schornstein, de Pomerode (SC) e Leuven, de Piracicaba (SP), a Companhia Brasileira de Cerveja Artesanal (CBCA) tem como objetivo ampliar o consumo da cerveja artesanal independente no Brasil através de uma estratégia conjunta de marcas mantendo, cada uma, suas estratégias e produtos distintos.

Além das fundadoras, fazem parte da CBCA neste momento a distribuidoras Fábrica 75, de São Paulo (SP), e a Seasons, de Porto Alegre (RS).

Terceira Marca a compor a CBCA

 A Seasons, de Porto Alegre (RS), se une à catarinense Schornstein e à paulista Leuven, trazendo complemento de portfólio para o grupo, ampliando sua capilaridade produtiva, de distribuição e fortalecendo sua presença no país.

As negociações começaram em novembro de 2019 e as equipes das empresas e acionistas foram comunicados nesta quarta-feira (1º). 

“Cada vez mais, entendo que o mercado precisa se transformar para crescer. A proposta da CBCA, de estabelecer um padrão de gestão mantendo o propósito e os valores essenciais de cada marca, chamou nossa atenção desde o início. Acreditamos no profissionalismo que nos tornará capaz de perpetuar a Seasons, trazendo uma perspectiva de longo prazo ainda maior”, comenta Leonardo Sewald, fundador da Seasons

O CEO da CBCA, Gustavo Barrera, destaca a importância da entrada da Seasons. “Nosso objetivo é unir o Brasil pela boa cerveja. Construção de uma arquitetura de portfólio bem desenhada, escala, distribuição e o mais importante, pessoas boas e empreendedoras. A CBCA é um projeto grande que ainda é, neste momento, uma empresa pequena. Para expansão, precisamos de gente capaz de nos ajudar a realizar nossos sonhos”.

Companhia Brasileira da Cerveja agora reúne 3 marcas fortes, ampliando seu portfólio e sua capilaridade.
Cervejas Schornstein, Season e Leuven integram a CBCA

Juntas, as marcas têm uma capacidade produtiva de 250 mil litros por mês e somam cerca de 40 diferentes produtos. A expectativa de faturamento da companhia em 2020 é de R$ 35 milhões. 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários