Pão e Cerveja

Cervejas de baixa caloria – podemos confiar?

Cervejas de Baixa Caloria realmente apresentam valores mais baixos de carboidratos. Saiba como elas alcançam esse resultado

Cerveja de baixa caloria

Cervejas de baixa caloria, ou light, são uma tendência em todo o mundo. Mais por razões estéticas, do que por saúde, esse tipo de cerveja é cada vez mais procurado. Mas o que são, de fato, cervejas light?

A norma técnica do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento define como Light a cerveja cujo conteúdo de nutrientes seja 25% menor em relação a uma cerveja similar do mesmo fabricante ou do valor médio do conteúdo de três cervejas conhecidas e que sejam produzidas na mesma região.

Pela NT, o valor energético da cerveja pronta para o consumo pode ser, no máximo, de 35 Kcal por 100 ml.

Mas como são feitas essas cervejas de baixa caloria? Como saber se realmente elas entregam o que prometem?

Em primeiro lugar, quando uma cervejaria registra o rótulo de uma cerveja especificando como Light, é preciso fazer análises laboratoriais que comprovam o que ela alega.

Em relação ao processo de produção de uma cerveja de baixa caloria, o mestre-cervejeiro da Cervejaria Wals, Célio Gutstein explica: ” essa cerveja passa por um processo que utiliza enzimas ( Brut GA, Atenuzyme, etc) que quebram os açúcares normalmente não fermentáveis – aqueles açúcares residuais que normalmente estão presentes em qualquer cerveja – atenuando basicamente tudo. No fim das contas quem consome todo o açúcar é a levedura e não sobra nada para o consumidor.”

Gutstein acrescenta que uma cerveja de baixa caloria não chega a ter zero carboidrato, mas é, sim, uma cerveja que tem signitivamente menos calorias. Ele ensina que para se obter uma cerveja zero cal seria necessário produzir uma bebida sem álcool, pois em cada grama de álcool estão contidas 7 kcal.

O case Cerveja Baixa Gastronomia

No ano passado, a cervejaria Brüder, de Ipatinga, decidiu fazer uma cerveja especial para o perfil @baixagastronomia, do jornalista Nenel. A bebida foi pensada de acordo com o perfil do cliente, um caçador de locais que servem a verdadeira comida de boteco.

A cerveja idealizada pelo mestre-cervejeiro Rafael Patrício era leve, bastante seca, neutra em sabores e aromas. Uma loira gelada daquelas que todo botequeiro gosta. Para alcançar o resultado que queria, o cervejeiro conta que recorreu às enzimas, sem nenhuma pretensão nutricional, apenas visando o perfil sensorial.

” Quando eu apresentei a cerveja à diretoria da Brüder, o sócio Rildo ficou curioso em relação ao resultado e decidiu mandar para um laboratório analisar os valores nutricionais. Ao compartilhar com engenheiros de alimentos parceiros, eles se impressionaram com o baixo teor de calorias. Para completar, um consumidor antigo da Brüder, especialista em dieta low carb e paleolítica, testou a cerveja com seus clientes e passou a divulgar os bons resultados”, conta Patrício.

Outra cerveja de baixa caloria da Brüder, Alma Cevada tem sabor mais marcante
Cerveja Alma Cevada também tem baixo valor de calorias

Com o sucesso da Cerveja Baixa Gastronomia, a Brüder lançou logo depois a cerveja Alma Cevada, que segue a mesma premissa de ser Light, porém com receita mais complexa em sabor, de amargor marcante, utilizando lúpulos de variedade americana, cujo perfil cítrico e extremamente aromático traz maior personalidade à cerveja.

Portanto, se você não abre mão da sua cervejinha de fim de tarde, mas tem medo de ferir a dieta, fica aí a dica. Cervejas de baixa caloria, cujos rótulos trazem o termo Light, Low Carb ou Carboidratos Reduzidos cumprem mesmo o que prometem.

Cervejas de baixa caloria devem trazer a informação nutricional no rótulo
Um copo da cerveja Bruder BG contém 64 calorias em 200 ml

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários