Pão e Cerveja

O ano cervejeiro de 2016 em 23 ítens

frog-897527_1280Estamos chegando ao fim do tenebroso 2016. Ano esquisito. Na cerveja houve conquistas, avanços e muita luta também. Segue um resumo cervejeiro do ano que passou em alguns apontamentos:

  1. Growler ( leia mais)
  2. Growler Station
  3. Multiplicação de Ciganas
  4. Concursos nacionais e internacionais, tantos que perdi a conta
  5. Medalhas brasileiras lá fora, dezenas delas ( leia mais)
  6. Berliner Weisse
  7. Sours ( leia mais)
  8. Sidras
  9. Gose
  10. Multiplicação das feiras de cervejas
  11. Mais espaço para cerveja na mídia
  12. Coletivo de Mulheres E.L.A ( leia mais)
  13. Mais juízes BJCP no Brasil
  14. Mais compras de pequenas pela Ambev ( leia mais)
  15. Ab Inbev + Sab Miller
  16. Concorrência desleal nos PDVs
  17. Briga pela inclusão de microcervejarias no Simples
  18. Vitória pela inclusão de microcervejarias no Simples
  19. Brigas inimagináveis nas redes sociais
  20. Fortalecimento da Abracerva
  21. Frutas, muitas frutas, utilizadas em diferentes rótulos ( leia mais)
  22. Enlatadora itinerante = artesanais brasileiras em latas
  23. Juice IPA, a nova queridinha

Me acompanhe nas redes sociais:

Instagram@fabiana.arreguy

facebook.com/fabiana arreguy

facebook.com/paoecerveja

twitter@paoecerveja

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
10 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Daniel

O “tenebroso” depende, e muito, do ponto de vista. Na minha visão, é o ano em que a direita acordou, passou a se interessar por política e mostrou que é maioria. Não vejo nada de tenebroso nisso. Ganha a democracia com a pluralidade de vozes e o fim da ditadura do discurso único.
No que diz respeito à cerveja, boas conquistas.
Na minha opinião, o balanço é positivo em ambos os campos.

Fabio Perrotta Jr.

Um ano em que tantas tragédias se sucederam, um ano em que todo o Congresso é desnudado em sua bandidagem e corrupção, um ano em que um avião cai com um time inteiro de futebol, um ano em que os votos em branco ou nulos foram maioria, um ano em que o maior órgão da Justiça se rende aos desmandos de um bandido, um ano em que tantas pessoas queridas, famosas ou no âmbito pessoal, se foram… não acredito que só ” o despertar da direita” seja suficiente para torná-lo melhor. Não mesmo.

Ana Maria Lage Pessoa

Quero cadastrar . Não descobri como fazer.

Daniel

O Congresso sempre foi bandido e corrupto, isso aparecer e o véu cair pra mim é positivo.
O maior órgão da Justiça sempre foi submisso ao Executivo e ao Legislativo. Esse ano ele foi pressionado e não foi submisso em vários momentos, e quando o foi, isso se tornou escândalo (antes ninguém falava nada). Isso pra mim também é positivo.
Os votos brancos e nulos em sua maioria em minha opinião reflete que a população não quer mais engolir o velho modus operandi de se fazer política. Isso pra mim também é positivo.
Tudo isso, em minha opinião, deve-se sim – ao menos em parte – ao “despertar da direita”.
Estou tentando lembrar de outras tragédias, mas só lembro do avião da Chapecoense, que é péssimo mesmo. Mas já tivemos muitas tragédias em outros anos. O saldo de 2016, pra mim, é positivo. E muito!

JAS

Sem mais.

Daniel

O “tenebroso” depende, e muito, do ponto de vista. Na minha visão, é o ano em que a direita acordou, passou a se interessar por política e mostrou que é maioria. Não vejo nada de tenebroso nisso. Ganha a democracia com a pluralidade de vozes e o fim da ditadura do discurso único.
No que diz respeito à cerveja, boas conquistas.
Na minha opinião, o balanço é positivo em ambos os campos.

paoecerveja

Um ano em que tantas tragédias se sucederam, um ano em que todo o Congresso é desnudado em sua bandidagem e corrupção, um ano em que um avião cai com um time inteiro de futebol, um ano em que os votos em branco ou nulos foram maioria, um ano em que o maior órgão da Justiça se rende aos desmandos de um bandido, um ano em que tantas pessoas queridas, famosas ou no âmbito pessoal, se foram… não acredito que só ” o despertar da direita” seja suficiente para torná-lo melhor. Não mesmo.

Ana Maria Lage Pessoa

Quero cadastrar . Não descobri como fazer.

Daniel

O Congresso sempre foi bandido e corrupto, isso aparecer e o véu cair pra mim é positivo.
O maior órgão da Justiça sempre foi submisso ao Executivo e ao Legislativo. Esse ano ele foi pressionado e não foi submisso em vários momentos, e quando o foi, isso se tornou escândalo (antes ninguém falava nada). Isso pra mim também é positivo.
Os votos brancos e nulos em sua maioria em minha opinião reflete que a população não quer mais engolir o velho modus operandi de se fazer política. Isso pra mim também é positivo.
Tudo isso, em minha opinião, deve-se sim – ao menos em parte – ao “despertar da direita”.
Estou tentando lembrar de outras tragédias, mas só lembro do avião da Chapecoense, que é péssimo mesmo. Mas já tivemos muitas tragédias em outros anos. O saldo de 2016, pra mim, é positivo. E muito!

JAS

Sem mais.