Pão e Cerveja

Cooperativismo: MG ganha sua primeira cooperativa cervejeira

Com a CoopCerva o mercado cervejeiro artesanal mineiro vai ganhar competitividade

CoopCerva é a 1a cooperativa cervejeira de MG

Coopcerva, a 1a cooperativa cervejeira mineira já é quase realidade. O processo de registro está nos trâmites finais e a previsão é que na próxima semana ela já exista de fato e de direito.

O projeto é grande e, além da sede da CoopCerva vai abrigar o Centro Cultural Cervejeiro e um complexo gastronômico que envolve pizzaria, parrilla, hamburgueria, espaço para eventos e biergarten.

A construção do complexo está a pleno vapor. Quem passa pela Avenida Olegário Maciel, em Belo Horizonte, já pode ver as três casas pintadas de cinza, com fachada tombada pelo patrimônio público, em obras.

O espaço é uma concessão pública, por se tratar de imóveis tombados. Justamente por esse motivo, é obrigatório que ele sirva a propósitos culturais.

E tanto o Centro Cultural quanto a CoopCerva se encaixam nessa vocação: exaltar a cultura cervejeira mineira!

A abelha é o símbolo da CoopCerva, resumindo o propósito do trabalho coletivo
Esta é a marca da Coopcerva

CoopCerva – como surgiu a ideia

A ideia partiu do administrador de empresas Sandro Luiz de Sá Souza e do servidor público Luiz Henrique Bastos Balbino ao saber da existência das cooperativas cervejeiras do Paraná e de São Paulo.

Logo, a CoopCerva será a terceira cooperativa cervejeira do Brasil e a primeira de Minas Gerais. A razão para sua constituição é gerar um trabalho colaborativo, mas, ao mesmo tempo, independente.

De acordo com os idealizadores, a CoopCerva ” vai funcionar como um hub entre comunidade cervejeira, mercado, tecnologia e a sociedade.”

O propósito é ” gerar viabilidade e vantagens competitivas através da coletividade e fomentar inovações culturais e tecnológicas para o mercado cervejeiro mineiro”, acrescentam eles.

Através do trabalho cooperado, cervejeiros caseiros poderão se profissionalizar, cervejarias pequenas poderão comprar insumos em conjunto, bem como incrementar seu sistema de logística e até de fabricação terceirizada.

No sistema cooperativado a carga tributária é menor, um dos grandes gargalos enfrentados pelas pequenas cervejarias. Além disso, a venda das cervejas e colocação delas no mercado serão facilitadas.

O processo para constituição da CoopCerva

“Uma cooperativa para ser constituída precisa, obrigatoriamente, redigir um estatuto, realizar assembleia de constituição e enviar toda a documentação produzida para o órgão estatal que a regulamenta, no caso de Minas Gerais a OCEMG”, explica o administrador Sandro Luiz de Sá Souza.

” Além disso é preciso preencher as fichas de solicitação de registro e fundação e a de informações técnicas da cooperativa. Estando tudo ok, a própria OCEMG encaminha o processo para a JUCEMG para registro da cooperativa”, complementa.

A CoopCerva já está com estatuto e ata constituição aprovadas pela OCEMG. Agora só falta a realização presencial da assembleia de constituição para que ela seja registrada.

Para viabilizar a reforma e construção do complexo que vai abrigar a CoopCerva e o Centro Cultural Cervejeiro foram abertas cotas para sócios investidores.

Cada cota foi oferecida pelo valor de R$30.000,00 para que se atingisse os R$1.800.000,00 necessários para conclusão do projeto.

Os sócios investidores serão chamados de sócios fundadores, podendo compor a diretoria, que será constituída por eleição de seus membros.

Já as cotas para ser um cooperativado foram colocadas à venda por R$5.000,00, dando direito de uso da fábrica comum e usufruto de todos os serviços oferecidos.

Para ser um associado à CoopCerva

É preciso atender ao estatuto; ter interesse em fomentar o mercado cervejeiro de forma coletiva; concordar com os valores e princípios do cooperativismo que são:

1 – Adesão livre e voluntária

2 – Administração democrática

3 – Participação econômica

4 – Autonomia e independência

5 – Educação, formação e informação

6 – Intercooperação

7 – Interesse pela comunidade

Serão duas sedes da cooperativa

Simulação do layout do Centro Cultural Cervejeiro
Imagem do projeto em 3D

Na sede administrativa, na Avenida Olegário Maciel, vão funcionar:

  • Centro Cultural Cervejeiro
  • Brew Pub
  • Feira Gastronômica Permanente
  • Centro de formação cervejeira
  • Espaço para show e eventos
  • Sede da Acerva Mineira

Na sede logística, em um galpão no bairro Bonfim, vão funcionar:

  • Estoque
  • Escritório
  • Área comercial
  • Área produtiva
  • Asccabom – Associação Comercial e Cultural dos Amigos do Bonfim
  • Espaço de ensaios da Bartukada

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.