Pão e Cerveja

Imperial Something

Se você já topou com algum rótulo no mercado que anuncia uma cerveja " Imperial Alguma Coisa" e não entendeu nada, relaxe! A denominação está na moda e é emprestada do estilo Russian Imperial Stout, cuja história de sua criação é uma atração à parte. Conta-se que essa cerveja foi inventada para atender o desejo da imperatriz russa Catarina, a Grande. A déspota subiu ao poder após conspirar para depor o próprio marido, Pedro III, e não aceitava não como resposta. Assim sendo, queria ela beber em casa a cerveja mais popular de Londres no século 18, a Stout. Acontece que esse estilo é pouco alcoólico, menos lupulado, e não suportava a viagem da Inglaterra à Rússia sem deteriorar-se. A bebida chegava azeda ao seu destino e, por consequência, cabeças rolavam por tal desrespeito ao desejo da todo- poderosa imperatriz. Para salvar a pele de muitos, um cervejeiro londrino teve a bendita ideia de aumentar a graduação alcoólica da cerveja, bem como a quantidade de lúpulo, tornando-a forte o bastante para as intempéries do trajeto. E assim nascia o novo estilo!

Com o renascimento do modo de produção artesanal de cervejas, primeiro na Europa, há pelo menos três décadas, depois nos Estados Unidos e mais recentemente no Brasil, descobriu-se o prazer de tomar esse tipo mais extremo de cerveja. Mais que isso, os cervejeiros descobriram a grande brincadeira de acrescentar muito lúpulo e fazer uma base da bebida que lhe confira teor alcoólico mais alto. Fato é que cervejas extremas estão em voga e, por incrível que pareça, encontram um séquito de seguidores, sempre ávidos por novidades. Talvez seja um ramo gastronômico do gosto pelas aventuras radicais… sei lá.

Voltando à terminologia, cervejas " Imperial Something" são justamente as extremadas, independentemente do estilo que será modificado. É por isso que o consumidor pode se deparar com Imperial IPA, Imperial Wit, Imperial Porter, Imperial bla-bá- blá nas prateleiras especializadas. É importante conhecer tal informação, até para não comprar uma cerveja que pode desagradar profundamente ao paladar de quem procura equilíbrio. As Imperial não são equilibradas, não são balanceadas no sabor. Elas são, e devem ser, exageradas no amargor e na sensação de aquecimento alcoólico. Costumam ter o corpo bem mais denso, ou seja, passam longe das cervejas refrescantes -preferência nacional. Ainda assim, lhes digo, são uma delícia. Mas aconselho: não as beba sem estar pronto para elas!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Líquido e Certo