Novidades

Projeto Manipueira quer utilizar microorganismos presentes na mandioca para fermentar cervejas únicas e locais

Projeto Manipueira é fruto da parceria entre duas cervejarias: Cozalinda, de Florianópolis – SC, e Zalaz, de Paraisópolis – MG.

Ele trata de ensinar e incentivar outras cervejarias brasileiras a utilizar a microflora local para fermentar cervejas. Estamos falando de terroir!

A ideia é pegar como base a manipueira, o caldo da mandioca brava que após fermentado se transforma no famoso tucupi.

A partir da microflora da manipueira as cervejarias poderão alimentar o seu próprio consórcio de leveduras e micro-organismos selvagens para utilizá-lo na fermentação de cervejas únicas.

“A mandioca foi escolhida justamente por ser uma fonte comum de microrganismos, encontrada em todo o Brasil,” explica Diego Rzatki, da cervejaria Cozalinda.

Projeto Manipueira incentiva a busca pelo terroir brasileiro na cerveja

Além da microflora da mandioca, micro-organismos presentes na madeira vão ajudar na fermentação da cerveja

Segundo ele, esta será a primeira e a maior exploração sobre cervejas com terroir no Brasil até agora.

Ao conhecer o projeto, o conselheiro da Abracerva – Associação Brasileira de Cervejas Artesanais, Jayro P. Neto levou à entidade a intenção de apoia-lo.

E assim a Abracerva abraçou o Projeto Manipueira, tornando-o acessível a dezenas de cervejarias em todo o Brasil.

“O objetivo da Abracerva é dar espaço para toda a comunidade cervejeira participar, dando mais visibilidade ao projeto, ampliando a troca de experiências e gerando novas oportunidades de negócios”, explica Neto.

Vinte e duas fábricas de dez estados brasileiros já aceitaram o desafio.

São elas:

1) Alem Bier (Flores da Cunha – RS)

2) Amazon Beer (Manaus – AM),

3) Caatinga Rocks (Maceió – AL)

4) Cerveja Blumenau/Mestres do Tempo (Blumenau – SC)

5)Cervejaria Cabôca (Belém – PA)

6) Cervejaria Kairós (Florianópolis – SC)

7) Cervejaria Narcose (Capão da Canoa – RS)

8) Cervejaria Prisma (Campo Limpo Paulista – SP)

9) Cervejaria Tarantino (São Paulo – SP)

10) Cozalinda Cervejaria (Florianópolis – SC)

11) Devaneio do Velhaco (Porto Alegre – RS)

12) Donner (Caxias do Sul – RS)

13) Fermentaria Local (Janiru – SP)

14) Hop Mundi (Natal – RN),

15) Infected Brewing Co (Santos – SP),

16) Japas Cervejaria (São Paulo – SP),

17) Proa Cervejaria (Salvador – BA)

18) Quinta do Belasca (Pinhalzinho – SC),

19) Suricato (Porto Alegre – RS)

20) Trilha Cervejaria (São Paulo – SP)

21) Waybeer (São José dos Pinhais – PR)

22) Zalaz (Paraisópolis – MG).

Parâmetros e insumos fixos nas receitas

Após fermentação lenta em barris, as cervejas serão refermentadas nas garrafas

Para que as características da fermentação por microrganismos se expressem ao máximo em cada cerveja, a receita seguirá parâmetros e insumos fixos, como maltes simples e lúpulos de baixo amargor.

A ideia é que as cervejas sejam produzidas ao mesmo tempo, no início da primavera, em cada uma das fábricas e passem pelo processo de fermentação lenta, em barris de madeira, que é típico das cervejas selvagens.

A meta é que as produções estejam no mercado após 12 meses.

A primeira reunião técnica do projeto ocorreu virtualmente no último dia 6 de junho.

No encontro os idealizadores do Projeto Manipueira trocaram informações sobre os aspectos técnicos iniciais como sanitização e preparação dos barris e a coleta de micro-organismos.

Além das cervejarias comerciais, os organizadores do Projeto Manipueira querem envolver a comunidade homebrewer,.

A proposta é apoiar os caseiros compartilhando o conhecimento e experiência sobre a fermentação selvagem para a produção não comercial.

Leia + sobre a utilização da mandioca na produção cervejeira

Fabiana Arreguy

Posts Recentes

Conheça Maniacs – a cervejaria que vai representar o Brasil na Feira Internacional da Indústria de Bebidas Inbibe Live 2022

Maniacs Brewing Co, de Curitiba, tem 5 anos de existência e começa a se preparar…

% dias

Ambev se junta a escolas cervejeiras do Brasil para capacitar pessoas Trans

Academia da Cerveja, Escola Superior de Cerveja e Malte e Instituto Ceres juntos pela inclusão…

% dias

Há uma Flor do Campo no asfalto de Santa Efigênia

A cervejaria tem agora o seu bar de fábrica em um bairro que se tornou…

% dias

Aberta a temporada de concursos cervejeiros nacionais e internacionais

Para o segundo semestre as cervejarias terão trabalho em enviar as amostras concorrentes em vários…

% dias

Fazenda Cervejeira faz colheita recorde de lúpulo em Belo Horizonte

O espaço, no bairro São Francisco, fez sua primeira colheita da safra de Saaz que…

% dias

Confira as novidades do mercado cervejeiro norte-americano vistas na World Beer Cup e Craft Brewer Conference

WBC, o maior concurso cervejeiro do planeta, que lançava tendências de dois em dois anos,…

% dias

Thank you for trying AMP!

We have no ad to show to you!