Pão e Cerveja

O que foi assunto na coluna Pão e Cerveja entre 8 e 12 de maio

Caso tenha ouvido, ou caso tenha perdido, seguem os textos das colunas Pão e Cerveja veiculadas na última semana. Assim a experiência de ouvir é complementada pela leitura!

  1. Se você vai passear em Ouro Preto, a apenas uma hora de Belo Horizonte, além do casario e ruas históricos, além das cachoeiras próximas, além de restaurantes de legítima comida mineira, é possível visitar o bar/loja de fábrica da Cervejaria Ouropretana. Estive lá neste fim de semana e te garanto: delícia de lugar! Cervejas plugadas em chope, com todos os rótulos produzidos hoje pela cervejaria, além do chope convidado e de alguma cerveja sazonal, que pode ser espetada em cima da hora, como aconteceu comigo! Uma IPA com suco de maracujá apareceu por lá justamente quando eu visitava o bar. As comidas também são muito boas! Petiscos mineiros da melhor qualidade e sabor! E tem mais: preços excelentes, com tamanhos de chope variados, de acordo com a sede de cada um. Vale a pena dar uma passadinha na loja da Ouropretana, perto da Igreja do Rosário. É diversão garantida!    
  2. Nada como concorrência para colocar a criatividade para funcionar. Na Finlândia, a cervejaria Nokian Panimo colocou a venda um super mega kit de latinhas contendo mil cervejas! Tudo isso para concorrer com sua principal rival, a cervejaria Karjala, que colocou no mercado um pack com cem latinhas. Até que o valor desse kit feito para consumidores exagerados nem é tão alto, custa algo em torno de 2 mil e 300 dólares. O grande problema é como leva-lo para casa, porque o tamanho do kit equivale a uma gôndola-ilha de supermercado. Tem de chamar um guincho para fazer o serviço! Será que vale a pena??
  3. Sabe a agência de turismo virtual Hotel Urbano? Aquela que sempre tem ofertas de pacotes e viagens mais em conta? Pois os funcionários da agência no Rio de Janeiro andam rindo à toa! Agora toda sexta-feira no local é Dia da Cerveja e os funcionários podem consumir a bebida durante todo o expediente! De acordo com a direção do HU o consumo moderado de cerveja auxilia no melhor rendimento dos funcionários, além de funcionar como um bálsamo em dias de calor, o que, em se tratando de Rio de Janeiro, são a maioria dos dias! O ambiente de liberdade já fazia parte da rotina da agência, onde os funcionários podem trabalhar trajando bermudas e dar uma pausa nas atividades praticando karaokê. A cerveja veio só para arrematar! Muito legal, hein?
  4. Desta vez o estudo vem da Universidade de Greenwich, no Reino Unido, e aponta que cerveja pode ser um analgésico mais eficaz que o comum Paracetamol, substância presente em remédios como Tilenol, por exemplo,  bastante utilizada pelos brasileiros para combater a dor. Segundo a pesquisa, o volume de 473 mililitros de cerveja pode atenuar na escala de um quarto a intensidade da dor sentida. E não se fala de que tipo de dor. Por isso, quem sabe na próxima dor de cabeça, ou dor muscular, em vez de se entupir de comprimidos você não experimenta tomar uma latinha e meia de cerveja pra ver se passa? E de quebra pode melhorar seu estado de espírito, né? Para ouvir todas as colunas acesse aqui

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Rádio