Pão e Cerveja

Coluna Pão e Cerveja: confira os assuntos desta semana

Ouviu na Rádio algum assunto e quer conferir? Aqui estão todas as colunas Pão e Cerveja veiculadas na CDL FM nesta última semana

4Bles tem ABV 11,9%

Teor alcóolico é o que define uma cerveja de inverno

Os assuntos da semana que a coluna Pão e Cerveja veiculou na Rádio CDL entre os dias 6 e 10 de julho estão aqui.

2a- feira – 6 de julho

Estamos no inverno e não é pouca gente que me pergunta se tem cerveja especial para a temporada fria. Naturalmente relacionada aos dias quentes, ao nosso calorão tropical, a cerveja nunca é pensada como primeira opção para nos aquecer, não é? Engana-se quem pensa que é uma bebida somente refrescante. Há inúmeros estilos de cerveja que têm potência alcóolica maior. Quanto mais alto o teor alcóolico de uma cerveja, mais sensação de aquecimento ela pode nos trazer. Por isso, a minha dica para você não precisar abdicar do prazer de tomar uma cerveja mesmo nas noites frias que estamos tendo, é buscar nos rótulos qual o teor alcóolico da bebida. A sigla para teor alcóolico é ABV. A partir dos 8 por cento de álcool a cerveja já pode nos manter bem quentinhos por dentro e pode acompanhar as comidas e caldos típicos do inverno. Esqueça a bobagem de que cervejas mais escuras são mais potentes, isso é mito. Vide as belgas Tripel, ou as Dobble IPA, douradas como sol, e alcóolicas pra mais de 8 por cento. Siga o ABV e se aqueça neste inverno!

3a-feira – 7 de julho

O FICC – festival internacional Cerveja e Cultura terá a edição deste ano adaptada aos tempos de coronavírus. ESte foi mais um dos assuntos da semana.

O plano do FICC em Casa é oferecer experiências culturais e cervejeiras, como já acontecia presencialmente, mas através de lives com grandes bandas e nomes do respeitados do setor cervejeiro. As lives com shows serão transmitidas diretamente do Mineirão, que terá três palcos montados, simultaneamente, um em cada gol e o terceiro no meio do campo.

As bandas serão Tia Nastácia, UmmaGuma e Ficc beer band, formada por músicos de diferentes bandas mineiras. Durante as apresentações o gramado do estádio será colorizado através da técnica Maping pelas mãos do artista plástico Marcos Paschoalin.

Na semana que antecederá os shows, várias atividades online serão oferecidas, como palestras, escola de circo e harmonizações com cerveja. Parte da renda arrecadada será revertida para o Instituto Viva Down e o projeto Salve a Graxa.

Os ingressos vão incluir kits de cervejas, camisetas, copos e mascaras que o comprador receberá em casa para curtir o festival por inteiro. As cotas de patrocínio para a realização do FICC em Casa já estão à venda e a data de realização ainda será anunciada pelos organizadores.

Leia também sobre o Cervecon Virtual

4a-feira – 8 de julho

Finalmente chegou ao Brasil a Heineken zero ponto zero, a sem álcool da cervejaria holandesa que já era esperada desde o ano passado por aqui. A receita, segundo a companhia, é a mesma que já é vendida em países europeus, Estados Unidos e México e é fermentada com uma cepa especial de levedura que, de acordo com Heineken, é o segredo para que o sabor da cerveja seja exatamente o mesmo da que tem álcool.

Outra das qualidades da Heineken 0.0 é ter apenas 69 calorias em uma long neck, metade do que se encontra na cerveja regular. O preço de venda também é um atrativo, já que será o mesmo da cerveja com álcool. Ou seja, a Heineken sem álcool chegou para liderar esse mercado, que vem crescendo, mas ainda é tímido no Brasil.

Por aqui ela só deve dar as caras no fim do ano. Por enquanto está à venda somente em São Paulo, capital.

Um dos assuntos da semana mais lidos e acessados foi a chegada da Heineken 0.0 ao Brasil
Por enquanto a cerveja sem álcool está à venda somente em SP

5a-feira – 9 de julho

Matéria interessante publicada na Revista Beer Art fala das tendências de design de rótulos de cervejas. Se, até pouco tempo atrás, nos últimos cinco anos, as latas supercoloridas, com desenhos psicodélicos dominavam as prateleiras, o que se vê no mercado hoje são os rótulos mais naturais, mais harmoniosos.

Cores mais esmaecidas e suaves substituem as berrantes e ousadas. Técnicas como gradiente, ilustrações menos abstratas, fontes mais pesadas, em negrito, linhas fluidas e fotografias e colagens dão o tom dos novos rótulos encontrados nas prateleiras.

Minimalismo é o conceito, deixando o visual das latas e garrafas mais clean, com as informações obrigatórias dos rótulos sendo um dos únicos elementos. A elegância que se vê nos rótulos de vinho parece ser transposta para a cerveja.

Comecem a prestar atenção nessa transformação do visual nas prateleiras. Bem interessante constatar as tendências de um mercado que ainda tem muito a crescer

A matéria completa pode ser lida aqui

6a-feira – 10 de julho

O menor pub do mundo! Sabe quantas pessoas podem frequentá-lo? Duas. Exatamente isso. O espaço de 8 metros por dois comporta dois bancos, um piano e um garçom. Tá pensando que é lenda? Pois não é não. O pub foi criado na Nova Zelândia pela Emerson´s Brewery, justamente para retomar as atividades após o confinamento obrigatório por causa da Covid.

A intenção da cervejaria é mostrar sua existência a todo o país, apresentando seu maior valor: qualidade acima da quantidade. Assim sendo, o mini pub, equipado com 4 torneiras de cerveja e que serve um único tira-gosto – uma porção de queijo – pode viajar pela Nova Zelândia, porque é desmontável!

Uma pequena casinha preta feita em madeira, que mais parece uma peça de presépio! Vale pelo ineditismo e pela publicidade alcançada muito mais do que pelas vendas. É cada ideia legal, né? Fico impressionada com tanta originalidade!

Outro dos assuntos da semana bem interessantes é a criação do menor pub do mundo para tempos pós-pandemia
O menor pub do mundo tem espaço para 2 clientes

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.