Pão e Cerveja

Munich Helles original chega hoje ao mercado de Minas Gerais

Conheça o estilo Münchner Helles, a cerveja clara de Munique

Primeira Helles do mundo, Spaten de Munique chega hoje a MG

Helles é o termo alemão que significa ” clara”.

Ou seja, cerveja Helles é uma cerveja clara, em oposição às cervejas escuras chamadas Dunkel na Alemanha.

Esse estilo foi oficialmente criado no ano de 1894, em Munique, pela Cervejaria Spaten.

Mas… não sem antes outras cervejarias da região da Baviera ensaiarem produzi-lo.

Pois, Helles é uma criação na esteira do fenômeno Pilsen, desenvolvido em 1842 na República Tcheca pelo cervejeiro bávaro Joseph Groll.

É um estilo de cerveja de baixa fermentação, Lager, cujos maltes claros da receita carregam os sabores de pão e cereais in natura.

Sua coloração é amarelo-palha e o amargor dos lúpulos nobres, de perfil floral, é moderado.

Na Baviera, a Helles é a ” cerveja oficial dos biergartens“, ou melhor, é a cerveja mais consumida nos famosos jardins alemães de outono e primavera, nos quais se bebe ao ar livre.

Os guias de estilo, BJCP e Brewers Association, o catalogam como Münchner style Helles. Algo como ” a cerveja clara no estilo de Munique”.

Um pouco de história…

Até o final do Século XIX, as cervejas escuras predominavam na Alemanha, especialmente na região da Baviera, onde se desenvolveu a Helles.

As cervejas escuras, inclusive, eram consideradas as verdadeiras Lagers na Baviera.

Isso porque, até então, a coloração da cerveja pouco importava, já que eram servidas em canecos de cerâmica, o que impedia a visão do líquido.

Mas, na Europa do início do Século XX, os copos de vidro tornaram-se moda, uma febre mesmo.

E, portanto, as cervejas precisavam ser bonitas e pouco turvas, para que a visão delas através do copo fosse atraente.

Dizem, por exemplo, que o Joseph Groll desenvolveu a Pilsener, uma cerveja dourada e translúcida, para valorizar os copos de cristal fabricados justamente na região da Bohemia, onde se localiza a cidade de Pilsen.

Então, para atender ao apelo dos copos transparentes, várias cervejarias de Munique começaram a produzir cervejas mais claras do que as costumeiras dunkel:

  • 1872 Franziskaner-Leist-Brauerei lança a sua Helles Export Beer, que, na verdade, era uma Märzen
  • 1893 Hacker-Bräu lança a cerveja Münchner Gold, que hoje conhecemos como Hacker-Pschorr, uma imitação da Pilsen.
  • 1894 No dia 21 de março a cervejaria Spaten envia para um teste no mercado de Hamburgo sua primeira cerveja Helles.
  • 1895 No dia 20 de junho, finalmente, os consumidores de Munique experimentam a Spaten Helles Lagerbier, oficialmente registrada como marca no Escritório de Patentes do Império Alemão.

( dados históricos retirados do livro O Guia Oxford da Cerveja)

Spaten Helles chega hoje ao mercado mineiro

Spaten Helles é a primeira cerveja oficial desse estilo, criada em 1894.
Spaten Helles chega hoje ao mercado de Minas Gerais

A primeira Helles oficial da história começa a ser vendida hoje (19/07) em Uberlândia, uma das duas cidades mineiras escolhidas para o lançamento da marca no Brasil.

A Spaten, uma cervejaria que existe desde o Século XIV, pertence hoje ao grupo Ambev.

E sua cerveja mais famosa, a Helles, foi a escolhida como estratégia de ampliação de mercado pela gigante.

Belo Horizonte é a outra cidade a receber a Spaten Helles a partir desta semana. A cerveja será vendida em bares e em outros pontos de venda que trabalham com as marcas Ambev.

Mas, pela internet, já é possível comprá-las, caso o consumidor não tenha a paciência de esperar que elas cheguem às gôndolas.

Cada garrafa Long Neck custa R$3,29, mas só se pode comprar os packs de 6 ou 12 unidades.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments