Pão e Cerveja

Cervejas regionais fazem a agricultura familiar crescer 250% em 5 estados brasileiros

No Dia do Agricultor uma notícia boa que o segmento cervejeiro traz

Ingredientes regionais têm sido adotados como insumos cervejeiros há algum tempo.

Tanto as cervejarias artesanais, quanto as grandes indústrias já acordaram para o valor social do uso de raízes e frutos na produção de cervejas.

É através desses ingredientes regionais que a realidade de muitos brasileiros tem se transformado.

A geração de emprego e renda para famílias de agricultores é a principal consequência desse olhar das cervejarias para os produtos desenvolvidos em diferentes regiões do país.

Somente em 2021, pelo menos 8.800 pessoas de estados como Maranhão, Ceará, Pernambuco, Piauí e Goiás já foram, ou estão sendo beneficiadas, com a compra de ingredientes regionais pela companhia Ambev.

Através do Projeto Roots, criado pela Ambev em 2018, agricultores familiares são estimulados a produzir insumos locais para o desenvolvimento de novas cervejas.

No último ano, a adesão de pequenos produtores à iniciativa foi de 138%

Desde que o projeto começou a ser desenvolvido, 16 mil agricultores e suas famílias se beneficiaram do plantio e venda somente para a Ambev de ingredientes regionais como mandioca ou caju.

Mandioca, outro dos ingredientes regionais que se transformam em insumo cervejeiro
Mandioca tem sido usada em várias cervejas brasileiras, tanto artesanais quanto industriais

A mandioca, por exemplo, era usada somente para a produção de farinhas.

Já do caju, vejam só, somente a castanha era aproveitada. A polpa era descartada!

Ambos, caju e mandioca, ao se tornarem insumos cervejeiros, passaram a movimentar uma cadeia de produção durante todo o ano.

Com isso, a geração de renda e o desenvolvimento das agriculturas menores ganharam constância.

Desde que o Projeto Roots foi criado, há 3 anos, a Ambev criou cinco cervejas com ingredientes regionais:

  • Magnífica do Maranhão
  • Nossa do Pernambuco
  • Legítima do Ceará
  • Esmera de Goiás
  • Berrió do Piauí
Caju é um dos ingredientes regionais presente na cerveja Berrió, do Piauí
Berrió é a cerveja com caju feita no Piauí

Para ser um pequeno produtor que fornece matéria prima para o projeto

A empresa faz uma seleção entre os agricultores que manifestarem interesse em aderir à iniciativa.

Para isso a empresa não exige que o produtor tenha representante, firma, etc. Assim é eliminada a figura do atravessador.

Antes de assinar o contrato de compra dos ingredientes de um produtor, a Ambev faz uma análise da capacidade de cada produtor em cumprir os compromissos e política interna da companhia.

Além de assumir a compra da produção, a empresa garante ao pequeno produtor assistência e conhecimento técnico.

As cervejas feitas com mandioca e caju desses cinco estados citados acima são vendidas apenas em seu local de origem.

O intuito é movimentar a economia local e fazer circular a renda entre a população.

A polpa do caju virou ingrediente para cervejas. Antes era descartada pelo produtor.
Do caju, só a castanha era aproveitada

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
eduardo

Ochente, agora nóis vai!