Pão e Cerveja

Sadomasoquista: Heilige, do RS, lança série de cervejas-manifesto em comemoração aos 10 anos da cervejaria

As dificuldades para se manter no mercado, com tributação altíssima e briga desigual nos PDVs, fazem parte da realidade do setor de cervejas artesanais.

Kit Sadomasoquista Heilige

A cervejaria lança em seus 10 anos de vida 3 cervejas-manifesto

A cervejaria Heilige, de Santa Cruz do Sul (RS), está completando 10 anos em 2020. E para comemorar, nada de festas. Protesto e incômodo foram escolhidos para marcar a data e mostrar a realidade do setor das artesanais na última década.

Para mostrar os perrengues por quais passam os empreendedores brasileiros, a cervejaria Heilige produziu uma série com 3 cervejas, vendidas juntas. São a Sado + Maso + Quista.

A série Sadomasoquista, segundo a cervejaria Heilige, vem para mostrar que não há romantismo no mundo da cerveja. “Tem muito esforço e tem historias para contar, e por querer seguir em frente é que esse lançamento vem para desconsertar, tirar do lugar e levantar a discussão”, afirma um post no instagram da cervejaria.

Sado

Sado é a primeira da série-manifesto da Cervejaria Heilige
Cerveja Sado e a primeira parte do texto manifesto na embalagem/ foto: instagram @cervejariaheilige

É uma Brut Ipa de ABV 5,3%. No rótulo dela vem a primeira parte de um manifesto redigido pela cervejaria:

Maso

Maso, a segunda da série, é uma RIS
Maso traz a segunda parte do manifesto/ foto: instagram@cervejariaheilige

É uma Russian Imperial Stout de ABV 10,8% e traz a segunda parte do manifesto.

Quista

Quista fecha a série de 10 anos da Cervejaria Heilige
Quista é mais leve, refrescante, mas é ácida!!! / foto:instagram @cervejariaheilige

É uma Berliner Weisse de ABV 3,3%. O seu rótulo conclui o texto de protesto.

As três garrafas são embaladas em papeis de seda, com estética lambe-lambe, onde o longo texto de protesto foi impresso, dividido em três partes.

Confira abaixo o manifesto completo:

Criar uma marca do zero em qualquer seguimento no Brasil é uma tarefa árdua. As oscilações da economia no mercado brasileiro tornam a tarefa de empreender um desafio enorme.

Em 2015, por meio da pesquisa de Demografia das Empresas o IBGE apresentou que 60% das empresas com pouco mais de 5 anos fecham suas portas. Segundo o instituto das 733,6 mil empresas abertas em 2010, somente 277,2 mil – 37,8% do total sobreviveram até 2015.

Em Janeiro de 2019, o Boa Vista divulgou uma pesquisa apontando que em 2018, 96,5% das empresas do país que entraram em processo de falência eram Pequenas Empresas. Pequenas Empresas que nunca poderão ser grandes, pois acabaram antes.

O cenário da produção de cerveja no Brasil é ainda mais dramático no que concerne os desafios de crescimento. A carga tributária é responsável por até 60% do preço final do produto.
Impostos que incidem sobre a cerveja:

PIS – tabelado por litro/garrafa
Cofins – tabelado por litro/garrafa
IPI – tabelado por litro/garrafa
ICMS – percentual que varia de estado para estado
ICMS-ST (Substituição Tributária) – percentual que varia de estado para estado
Ampara – Fundo de Proteção e Amparo social do RS
IPRJ – imposto de renda para pessoas jurídicas
CSSL – Contribuição Social sobre o Lucro Líquido

O ICMS-ST, a chamada Substituição Tributária, no preço de venda, faz com que o mesmo produto tenha tabelas diferentes para cada um dos estados aonde a empresa comercializa a cerveja. Misturando isso a um universo competitivo, em que as grandes redes tem lojas e centros de entregas em vários estados diferentes torna-se uma engenharia e tanto fazer a conta fechar positiva, e ainda permitir a venda para o consumidor.


Seja por Pauta ou Margem de Valor Agregado (MVA) o empresario tem como o maior corrente de mercado as taxas de impostos. Isso acontece pois o produtor é forçado a pagar a tributação pela cadeia inteira, muitos desses impostos são pagos antes mesmo do produto sair da fábrica, ou seja, bem antes da empresa receber pela venda.

Além do vergonhoso custo tributário, não podemos menosprezar o alto custo logístico, intensificado pelas estradas em más condições; além das inúmeras burocracias para registros e liberação de alvarás e a oscilação cambial.

Diante disso, ainda existem poucos fornecedores, custos elevados de equipamentos principalmente comparado a países como EUA e países Europeus onde o fomento dos negócios no segmento recebem uma atenção muito maior. Sem dúvida, a lista é grande.

O resumo desta história é o mesmo para quase todas as cervejarias, trocando apenas alguns personagens. Enfrentar e superar tudo isso é digno de ser chamado de Sadomasoquista, pois apenas gostando de uma dose extra de sofrimento para escolher esse mercado para investir.

É exatamente esse o nome da cerveja, ou melhor das cervejas, que a Cervejaria Heilige produz para celebrar os 10 anos, e sua trajetória de crescimento no mercado Craft. São 3 cervejas: uma ácida, uma picante e uma extremamente carbonatada. Separadas elas são ótimas, e lembram a parte boa de quem faz o que gosta com dedicação e capricho. Juntas elas são um desafio sensorial ao paladar, pois a soma das sensações provocadas pelas 3 causam desconforto. A proposta é realmente essa – Incomodar.

São dez anos de historia da Cervejaria Heilige, de luta constante para levar ao publico um produto de qualidade que justifique passar por todos esses perrengues de quem empreende no Brasil, e a Cervejaria Heilige não quer deixar passar esse momento sem levantar essa bandeira. Não tem romantismo no universo da cerveja. Tem muito esforço e tem historias para contar, e por querer seguir em frente é que esse lançamento vem para desconcertar, tirar do lugar e levantar a discussão.

Com tudo isso a Heilige fez muito nesses 10 anos! Imagina aonde nós, e todas as marcas de cerveja especial, que compõe o mercado nacional de cerveja, vamos chegar se esse cenário for melhor? Seguimos. Vida longa a cerveja especial, vida longa para todos nós para ver o que vem por ai!

Para comprar a Sadomasoquista

A série completa custa R$55,00 e pode ser comprada nos canais de venda da cervejaria.

Para quem está na região Sudeste o frete não sai barato. Para as cervejas serem entregues em Belo Horizonte, por exemplo, o preço é de R$47,00.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários