Pão e Cerveja

Weihnachts Ales

Não escondo de ninguém que adoro novidades. E não tenho medo algum de experimentá-las, caso me sinta atraída por elas. Quando, então, se trata de uma comida diferente, um prato inusitado que não me cause repugnância, é claro, faço as vezes de cobaia sem pestanejar! Com cerveja é a mesma coisa. Qualquer novidade que surja no mercado e me seja acessível, pode me fazer de piloto de teste que eu agradeço. As cervejas sazonais são bons exemplos de algo novo, mas seguramente gostoso, sem assustar nenhum cliente! Em algumas datas elas são postas no mercado, quase sempre em comemoração a ocasiões especiais. Agora é época de uma delas, as Weihnachts ale, ou se preferir, Christmas ale, ou mais fácil ainda, no bom e velho português: cervejas de Natal!

Nem sempre essa classe de cerveja esteve ligada à festa cristã. Na verdade ela foi adaptada de um tradicional costume dos povos nórdicos, ditos bárbaros. Escandinavos, germânicos e bretões saudavam a chegada do inverno com brindes de cerveja a seus deuses pagãos. A partir da Idade Média, quando a produção cervejeira passou a ser quase exclusiva dos mosteiros católicos, o costume foi adotado pelos cristãos, que selecionavam os melhores ingredientes colhidos durante todo o ano para produzir uma cerveja especial, de agradecimento a Deus pela fartura. Ela era feita em outubro, para fazer parte da mesa de Natal, em homenagem ao nascimento de Cristo.

As Weihnachts Ale são cervejas deliciosas. Normalmente de teor alcóolico mais alto, feitas com maltes caramelizados que lhe dão coloração castanho-avermelhada e sabores de pão doce. A alta fermentação traz para a bebida sabores e aromas de frutas maduras, como ameixas, passas, banana. Mas é no acréscimo de especiarias que elas ganham o seu tom natalino vem daí aromas de canela, de cardamomo, de baunilha, que nos remetem imediatamente a todas as referências de Natal que se escondem em nossa lembrança afetiva e, por que não, olfativa.

Alguns bons exemplares à disposição no mercado são as brasileiras Eisenbahn Weihnachts e Baden Baden Christmas Beer. Ou as belgas Delirium Christmas e St.Feullien Nöel. E então? Servir uma delas na ceia de Natal não lhe parece uma novidade interessante? Arrisque-se na inovação, garanto que vai ser uma experiência diferente e deliciosa!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Líquido e Certo