Pão e Cerveja

Você tem sede de que?

Sim, nos últimos meses não foram poucas as cervejas que levam nomes de bandas a entrar no mercado. Elas estão na moda! Alguns torcem o nariz e dizem que isso é “ pura modinha”. O interessante para mim é o interesse dos próprios artistas em registrar no rótulo de uma cerveja a sua marca, já consagrada por sinal, criando com isso uma identificação imediata dos fãs da banda com a bebida. Não tenho nada contra as cervejas de banda, mas acho que para ser algo válido, uma verdadeira homenagem ao nome que a bebida vai levar no rótulo, a cerveja deveria ser de fato especial. Especial é tudo aquilo que foge ao comum, ou seja, no meio cervejeiro lançar uma Pilsen não seria nada fora do normal. Pelo contrário, é mais do mesmo! E portanto não seria “ a cerveja especial da banda X”. Outra coisa que para mim faria mais efeito é se a bebida fosse pensada em estilos que tivessem a ver com o estilo da banda em questão. O que noto é que a maioria das cervejas ligadas aos grupos de música, quase todos de rock, é meio desconectada da imagem, da música, das letras, o que deixa de fazer sentido em minha cabeça.

Por outro ângulo, ao lançar uma cerveja ligada a uma banda, o trabalho artesanal de boas microcervejarias fica em evidência, mesmo que seja com uma bebida de estilo comum. No Brasil, a micro Bamberg, de Votorantim – SP, saiu na frente nessa tendência, ao lançar há mais de 3 anos a sua Camila Camila, em homenagem à banda Nenhum de Nós, cujo baterista Sady é um cervejeiro caseiro apaixonado. E mesmo sendo Pilsen, essa cerveja apresentou ao público outro conceito desse estilo, reproduzindo as originais da República Tcheca. A partir dessa, a microcervejaria paulista não parou mais! Ganhou a confiança de bandas variadas e hoje tem em seu portfólio a cerveja dos Raimundos, a do Sepultura, e mais recentemente lançou a do Paralamas do Sucesso, chamada de O Calibre.

Na última semana chegou ao mercado a cerveja dos Titãs, uma banda que eu adoro.Quem responde pela concepção e produção dela é outra cervejaria paulista, a Colorado, de Ribeirão Preto. E é uma cerveja de fato especial! Seu estilo é pouco comum, uma Brown Ale. E como toque diferente, ela leva cascas de laranja, dentro do conceito da Colorado de sempre acrescentar elementos brasileiros às suas cervejas. Experimentei e lhes digo: é simplesmente deliciosa! Ela cabe perfeitamente na resposta quando me perguntarem: Você tem sede de que?

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Líquido e Certo