Pão e Cerveja

Porque de abóbora também se faz cerveja!

Se você nunca ouviu falar em Pumpkin Ale, não se assuste com minha explicação. Ela é uma cerveja de abóbora. Isso mesmo, não torça o nariz! É um estilo bastante produzido nos Estados Unidos e, sinceramente, muito gostoso. A maioria das pessoas tem a tendência de rejeitar o que é novidade e, convenhamos, falar em cerveja feita com abóbora é uma coisa bem diferente para o nosso conhecimento e paladar. Mas acredite, é uma cerveja legítima e, ao contrário do que possa parecer, é feita especialmente para conter esse ingrediente.

O que pode causar rejeição ao consumidor, mesmo sem nunca ter experimentado uma Pumpkin Ale, é pensar naquela cerveja comum, a loura, com o acréscimo de abóbora. Aí, realmente, até eu rejeitaria! Mas não se trata disso. As cervejas de abóbora são feitas com esse ingrediente por que no fim das contas, será consumido como fonte de açúcar pelas leveduras durante a fermentação da bebida. Então, não se preocupe. Nenhum consumidor vai encontrar uma papinha de bebê ou um quibebe com carne seca no copo! O que se vai tomar, e é delicioso, é uma cerveja castanha, com destaque para o gosto caramelado vindo do malte, um corpo macio, sem adstringência ou acidez, e com notas de cravo, canela, especiarias. Muitas vezes esses temperos são colocados no processo de produção da bebida, dando a ela mais complexidade de aromas e sabores. Outras vezes tais sabores de especiarias aparecem sem que elas tenham sido colocadas, simplesmente como fruto do trabalho das leveduras de alta fermentação. De qualquer maneira eles nos fazem lembrar, ao tomar uma cerveja de abóbora, dos doces e compotas com o ingrediente. A diferença é que a cerveja não é doce, é levemente amarga, permitindo que a
bebamos sem enjoar.

Eu sou bastante fã das Pumpkins. Julguei essa categoria no World Beer Cup, realizado nos Estados Unidos, e adorei provar várias amostras desse estilo. Mas o que mais me deixou feliz ao compará-las é que temos uma deliciosa Pumpkin brasileira, produzida pela paranaense Bier Hoff. O nome não poderia ser mais original – Jerimoon – unindo abóbora e lua, outra de minhas paixões. É uma cerveja muito especial, feita com cinco maltes diferentes e abóbora caramelizada. Boa porta de entrada para quem deseja conhecer o estilo. Boa pedida também para aqueles que, como eu, já o conhecem, mas não tinham chance de tomá-lo facilmente no Brasil. Vale a experiência, vai por mim!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Líquido e Certo