Pão e Cerveja

Natal pede Weihnascht Ale

Chegou o único momento do ano em que se pode tomar as Weihnascht Ale , ou cervejas de Natal. Acho que no ano passado falei delas por aqui. Mas, ainda que o tema se repita, tanto quanto se repete o Natal, é sempre bom lembrar que tipo
de cerveja é esse.

As Weihnascht são uma tradição católica que começou lá na Idade Média, quando nos mosteiros se produzia a bebida para celebrar o nascimento de Cristo. E como era uma data muito especial, àquela específica cerveja se reservavam ingredientes também especiais. Assim como os reis magos levaram ouro, incenso e mirra para presentear o Menino Deus, nas cervejas de Natal os monges colocavam especiarias preciosas, como cardamomo, canela, noz -moscada e outras que conferem à bebida um sabor muito marcante, por vezes enjoativo. Logo, é uma cerveja para brinde, para uma taça apenas, não para servir durante toda a ceia.

Como você já deve ter percebido, para combinar as cervejas de Natal com a comida que se vai servir é melhor pensar nela para o fim do jantar. Na sobremesa, por exemplo, ela pode acompanhar muito bem as famosas rabanadas, ou quem sabe uma fatia de panetone. Por serem cervejas bastante doces, evite servi-la junto a sobremesas muito açucaradas. Aquela torta de nozes, por exemplo, que além de creme de ovos no recheio vai coberta de merengue, se acompanhada de uma Weihnascht pode se transformar em verdadeira tortura a cada pedaço.

As cervejas de Natal normalmente apresentam muitos aromas frutados, mais puxados para frutas maduras ou passas, como ameixas. Então, outra boa pedida para servi-las acompanhadas de sobremesas são as cassatas, ou algum tipo de bolo com sorvete e frutas cristalizadas. Como o corpo da cerveja é mais denso, é possível colocá-la como par de uma sobremesa cremosa, amanteigada. Há também potência alcoólica para dar conta da untuosidade de um prato.

Mas, se você quiser muito servir as Weihnascht durante a refeição, acompanhando um prato salgado, recomendo que não seja com o peru, uma ave de carne muito leve e sabor tímido, ainda que ele vá acompanhado de um molho mais potente. Dê preferência então ao tender, que normalmente é caramelizado e temperado com cravos.

Para ajuda-lo na escolha, andei pesquisando rótulos disponíveis no mercado. Anote aí: Gouden Carolus Christimas; St Feullien Noel; St Bernardus Christmas; Gordon Xmas; Baden Christmas; Eisenbahn Weihnachts Ale; Delirium Noel e Affligem Noel.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Líquido e Certo