Pão e Cerveja

Desce um chope, com colarinho, por favor!

O papo hoje é sobre chope. Quem há de negar que nos fins de tarde do verão temos sede dele? Nada refresca mais corpo e alma do que um chope trincando de gelado! Nem água, nem chá, nem refrigerante são capazes de descer pela garganta com tanta maciez quanto ele. Sim, neste caso a temperatura baixa, bem baixa, é uma das melhores qualidades. O que não recomendo, aliás desaprovo, é pedir um chope sem colarinho. Ô, pecado!! Tem gente que pensa ser um desperdício a espuma no topo da taça. O que poucos sabem é que dois dedos generosos de creme sobre o líquido são essenciais para manter algumas características preciosas. A cerveja é uma menina muito sensível, sabe? Ela sofre com incidência de luz, com choques bruscos de temperatura ou com o simples contato do ar, que acaba provocando oxidação e consequente deterioração da bebida.

E isso com rapidez impressionante, questão de minutos! A missão da espuma é proteger o líquido, mantendo-o intacto e gostoso, sem cheiros esquisitos e gostos estranhos, como de metal ou papelão. Além disso, o creme mantém o chope geladinho, como deve ser! Por isso, lembre-se: Chope, com colarinho, por favor! Agora, nem tanto o céu nem tanto a terra! Chope só de espuma, o desonesto " copo de leite", também não, uai! Isso é engodo! Pagar para tomar espuma, isso sim é desperdício! Outro engodo, comum em muitas choperias e bares, é anunciar pelo menos dez tipos diferentes de chope. A não ser nos casos em que há torneiras variadas, servindo chopes belgas, ingleses e alemães, mentem os bares que oferecem tanta variedade obtida a partir da mistura do chope claro com o escuro. Ai, tenho vontade de levantar e ir embora de qualquer bar que me vende essa ideia! Chope carioquinha, ferrugem, ou outro nome engraçadinho para vender mais do mesmo, é dose cavalar de enganação. Já falei por aqui mesmo das cervejas pretas que nada mais são a pielsen com corante caramelo. Com o chope é a mesma coisa. O escuro é o claro com corante. Se eu misturo um ao outro, obtenho o que no final?

E o último toque é sobre a eterna pergunta: qual a diferença entre chope e cerveja? Muitos vão responder que cerveja é pasteurizada, chope não. Pois eu respondo: chope é cerveja, só que embarrilada, não engarrafada. Ambos passam por processos de pasteurização, só que de diferentes formas. Simples assim! Agora chega de conversa, que o assunto me deu sede, de chope, é claro!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Líquido e Certo