Pão e Cerveja

Cerveja-surpresa

Adoro surpresas! Pode ser festa-surpresa, carta-surpresa, convite-surpresa… até surpresinha de kinder ovo me encanta! O que dizer então de uma cerveja que surpreende? Topei com ela há algumas semanas. Foi lá em Blumenau, Santa Catarina, onde estive participando como juíza no 1º Concurso Brasileiro de Cervejas. A tal surpresa ganhou medalha de ouro e não podia ser diferente, porque cada gota dela enche a boca com tamanha gostosura. Produzida pela microcervejaria paranaense Bodebrown em parceria com a norte-americana Stone, a Cacau IPA é uma bebida inusitada. Isso porque o estilo India Pale Ale não parece ser o mais apropriado para o acréscimo de cacau, ou chocolate.

E não é que a mistura deu certo? O que surpreende é olhar para a cerveja e não perceber nada de diferente na aparência. Cor dourado profundo, brilho e transparência, corpo médio. O aroma é de lúpulo, lembrando frutas cítricas. Um leve adocicado, que entranha nas narinas, poderia denunciar o cacau, mas também pode ser interpretado como aroma advindo do malte, portanto até aí nada de diferente. Quando se coloca o líquido na boca é que percebemos que ali está uma bebida nada comum! No primeiro momento do gole é o amargor pronunciado dos lúpulos que sentimos. A refrescância está mantida. Mas ao engolir… aí a mágica acontece! No meio da língua sentimos uma explosão de sabor de chocolate branco. Sabe aquele bombom antigo, disputadíssimo nas caixas de chocolate amarelinhas, chamado Operetta? É aquele gosto que fica na boca.

Conversando com Samuel Cavalcanti, o criador da Cacau IPA, fiquei sabendo que a ideia era produzir uma cerveja que tivesse DNA da Califórnia, onde fica a microcervejaria Stone, e ao mesmo tempo do Brasil. O estilo foi escolhido porque é o queridinho dos cervejeiros artesanais americanos, que adoram brincar com os lúpulos tão característicos das IPA’s. Pensaram em acrescentar um elemento tropical, para dar o sabor brasileiro. A primeira aposta era o café, mas descobriram que lá mesmo na Califórnia já havia uma cerveja do mesmo estilo com o ingrediente.

Foi então que a ideia abençoada surgiu. Cacau! Muitas pesquisas foram feitas para acrescentá-lo à bebida, sem que ficasse enjoativa, sem que mudasse o corpo, sem que alterasse a cor. Ainda bem que conseguiram. O resultado é a surpresa que tanto encantou todos que experimentaram esse lançamento em Blumenau. Ela ainda não chegou a Belo Horizonte, mas aguarde porque será breve essa entrada em nosso mercado. Se topar com uma dessas garrafinhas, agarre logo a sua e surpreenda-se como eu

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Líquido e Certo