Pão e Cerveja

Minas Gerais já tem sua própria seltzer

Cada vez mais o público busca bebidas leves, refrescantes, que não engordam. As seltzers podem ser a resposta para essa procura.

Seltzers Lambe Lambe

As seltzers chegaram a Minas Gerais. Há cerca de dois meses eu expliquei por aqui o que é essa bebida, que já virou tendência na Europa e Estados Unidos.

Até junho, quando falei das seltzers em outro post, ainda não sabia da fabricação delas em Minas Gerais. Pois acabo de receber amostras de três hard seltzer ( que são as seltzers alcóolicas) feitas na fábrica da cervejaria Artesamalt, em Capim Branco, para a empresa Lambe Lambe.

As Seltzers Lambe Lambe são envasadas em lata e têm três sabores diferentes
As latas de seltzers chamam atenção pelas cores vivas e cítricas

Informações nutricionais atraentes

De cara, as latas da bebida atiçam a vontade de experimentar. Mas é na leitura do contra-rótulo que a vontade se consolida: natural, gluten free, 29 cal por 1000 ml, 4% álcool, vegano, low carb e low cal.

Rótulo das seltzers Lambe Lambe
A ficha traz informações nutricionais importantíssimas para o consumidor

Com uma descrição assim, como não querer tomar as seltzers?

Aí vem a experiência de abrir a lata e entornar a bebida no copo. A cor intensa das frutas já é um apelo a mais. Magenta Lover, de morango e hibisco, vermelha e brilhante. Com o sabor azedinho característico da fruta e da flor.

Seltzers são bebidas feitas de água gasosa, álcool e frutas
De coloração bordô, açaí e frutas vermelhas são o sabor da Purple Forest

Purple Forrest, de açaí e frutas vermelhas, bordô e mais turva por causa do açaí, que além de imprimir seu sabor terroso característico, deixa um rastro poroso no copo, assegurando que foi usado o fruto mesmo e não essência.

Perigosas…

Nos dois casos, tanto da Magenta Lover quanto da Purple Forrest, não se percebe a presença do álcool, que, embora seja em teor baixo, está lá. Um perigo, se pensarmos que é fácil tomar mais de três latas muito facilmente.

As Hard Seltzer da Lambe Lambe são feitas com água gaseificada, álcool de cereais ( que pode ser retirado até mesmo da produção de cerveja) e frutas. Nenhum aromatizante ou conservante. Totalmente artesanal.

Eu gostei bastante das duas. São refrescantes, não excessivamente doces, não provocam nenhum empanzinamento e podem ser base para drinks bem interessantes.

Pelo site da empresa é possível comprar os três rótulos da Lambe Lambe.

Será que a onda vai pegar por aqui? Aguardemos!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Comentários